domingo, 23 de fevereiro de 2014

Conclusões do projeto

 http://2.bp.blogspot.com/-pqaA2bddPNA/UH6saVeYv2I/AAAAAAAAOjw/w4Hrrefmx5s/s930/cabecalho.gif

Terminado o projeto é possível se afirmar que todos os objetivos iniciais foram alcançados com êxito. Claro que houve alguns empecilhos que evitaram a construção rápida do projeto, portanto, tais situações são comuns, principalmente a nós, universitários novatos.

Uma boa qualidade, que visamos desde o inicio, foi a separação igual das tarefas visando o menor esforço individual possível. Isso fez com que o trabalho, apesar de longo e difícil, fosse feito de forma a quase não afetar a nossa apertada rotina universitária. Acreditamos que um bom resultado não significa se esforçar muito, mas cumprir ou ultrapassar nossos objetivos iniciais.

Deve-se relembrar que no inicio a ideia foi escolhida, entre outros motivos, por ser a mais fácil de construir. Isto definitivamente facilitou as atividades a serem realizadas durante estes últimos três meses, mas mesmo assim, tivemos tarefas difíceis de serem realizadas, como a implantação dos circuitos eletrônicos e a construção da caixa de madeira. Sabia-se que, independentemente da escolha inicial do projeto, iríamos ter problemas durante a construção.

O sucesso da equipe equipada não ocorreu devido a um integrante, mas de todos um pouco. Cada um realizou pequenas ações, mas que juntas, resultaram em um desenvolvimento de uma ótima ideia para o mundo e a construção de um protótipo que comprova seu funcionamento.

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Há uma grande ideia por trás deste pequeno protótipo

Finalmente após várias pesquisas e empecilhos, podemos dizer que nosso protótipo está pronto!!!

No dia 11/02/2014 o grupo se encontrou para montar o protótipo. Tudo ocorreu como previsto, as medidas da caixa, o comportamento do gás e questões de segurança. Todos os problemas desenvolvimento foram solucionados e pode-se afirmar que tal projeto poderia ser implantado em uma residência. Abaixo seguem vídeos que mostram o funcionamento de nosso exaustor sensível a gás:


Esta filmagem mostra o funcionamento da ventoinha quando acionada pelo gás (butano) do isqueiro: Ela liga logo ao perceber a presença deste elemento explosivo e desliga 3 segundos depois da não detecção (para garantir a exaustão total)


video


Esta parte retrata o funcionamento de um dispositivo de segurança que impede a ventilação de um ambiente em caso de incêndio (o que evita que as chamas sejam alimentadas com mais oxigênio). Ele constitui de um sensor de chama (ativado pela frequência de luz da mesma) que, em caso de fogo, impede o funcionamento do exaustor.

video

Por último foi realizado um teste geral para mostrar que nosso aparato funciona nas condições de uma residência comum que apresenta pequenos buracos para a entrada de ar. Estes furos estão representados pela pequena abertura existente entre a placa de acrílico e a caixa de madeira.

video


O relatório final

Infelizmente devido ao grande número das atividades escolares não se foi possível dar início ao desenvolvimento deste. Provavelmente ele será desenvolvido nos dias 21, 22 e 23 do mês de fevereiro, quando deverá ter acabado a maioria das provas dos integrantes.

Apresentação do projeto

Na aula deste dia 11, determinou-se que nosso grupo, a equipe equipada, apresentará o protótipo no dia 17/02/2014. Para isso será necessário a preparação de um Power Point que resumi nosso processo de desenvolvimento.

Este será produzido por Renan Bueno que poderá requisitar ajuda para os outros integrantes do grupo.

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Tão perto mais tão longe

Nesta aula do dia 04/02/2014 foram realizadas duas ações: a montagem do protótipo e a coleta de informações sobre como será feito o relatório final (através da palestra dada por Adelson e Ronaldo)

Montagem do protótipo

Nesta data destinada a montagem os instrumentos, caixa e o equipamento eletrônico foram trazidos devidamente. Porém, durante a junção da parte eletrônica com o com o cooler, constatou-se um problema com o relé (componente eletrônico, destinado a ligar e desligar a ventoinha de uma fonte de energia externa). Portanto não foi possível realizar a fase de testes.

Apesar deste empecilho foi possível realizar ações para o avanço do projeto. Estas estão mostradas abaixo:

1- Os buracos para a entrada do ar foram substituídos por um vão gerados por calços colocados entre a caixa e a tampa de acrílico (não mostrados na foto).

2- Simplificação do visor: para facilitar a produção da caixa o visor lateral foi substituído por um superior (placa de acrílico mostrada na foto abaixo).

 








Placa de acrílico ( tampa do protótipo )

Planejamento do relatório final

Assim como demandado pelos professores de LACTEA será feito um relatório final que contemple todas as partes importantes de nosso projeto. Como o tempo da aula foi todo ocupado pela palestra e a montagem do protótipo as atividades necessárias para a iniciação deste documento serão separadas durante a semana.

Separação das tarefas

Renan, Matheus e Leonardo: Começar a fazer o relatório final.

Rodney: Consertar o problema proveniente do empecilho eletrônico citado acima.

OBS: Todos deverão trazer os materiais, necessários para o termino do prototipo , na próxima aula.

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Quase no Final

Para a aula do dia 28/01/2014 havíamos programado uma montagem completa do protótipo, portanto, devido a um imprevisto, o integrante responsável por trazer a caixa de madeira não veio. Logo durante o nosso encontro pudemos apenas avaliar os componentes eletrônicos, trazidos pelo Rodney.

Durante a discussão foi exposto o funcionamento do arduino, o software deste, sensores de chama (um componente extra para o nosso protótipo) e butano, além de avaliar como estes componentes seriam colocados no recipiente. Logo o grupo determinou três coisas:

-> Será necessária uma fiação extra para a ligação entre o cooler e arduino
-> O sensor de chama estava excessivamente sensível e, assim, a luz que entrava no laboratório de LACTEA era interpretada como uma chama.
-> Talvez alguma conexão entre fios precise ser feita com solda ou com fita isolante

De modo a resolver estes problemas e a providenciar o material para o término da construção do projeto, as seguintes atividades foram separadas para o grupo:

Parte eletrônica do projeto
Rodney:
Trazer um fio para conectar o cooler e arduino.
Trazer os componentes eletrônicos (novamente).

Renan:
Providenciar uma maquina de solda (mais simples do que as usadas nas indústrias), fio de estanho e fita isolante.
Trazer novamente o material necessário para a confecção da caixa.

Leonardo:
Trazer o recipiente para o protótipo.

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Preparação do projeto

Para a aula do dia 21/01/2014 foi programado a realização da montagem da caixa, ou seja, incrementar a caixa de madeira com visores e furos, para que fosse instalado cada componente. Devido a uma dificuldade de comunicação entre o grupo não foi possível fazer o desenho exato e fabricar a caixa de madeira. Sendo assim o grupo se dedicou, no dia do encontro, a realizar as seguintes tarefas, também essêncial para o sucesso do projeto:

-> Procurar jeitos de se fazer os testes do exaustor com segurança.
-> Resolver os problemas decorrentes ao dimensionamento do recipiente.
-> Solucionar empecilhos decorrentes do modo de se fazer furos e recortes na caixa de madeira.
->Verificar se temos todos os instrumentos para realizar a fixação dos componentes

Decisões feitas na discussão

-> Relativa à segurança nos testes.

O sensor de butano é capaz de detectar quantidades muito pequenas de butano no ar, logo o ambiente do protótipo não terá risco de explodir.

No para liberar o gás será utilizado um isqueiro, um reservatório suficientemente seguro para os testes.

 -> Relativo ao projeto da caixa

Os integrantes responsáveis pela confecção da caixa de madeira e pelo desenho exato trocaram conversaram sobre os problemas decorrentes do tamanho da caixa. Foi decidido que a caixa teria o tamanho de 120 mm x 200 mm x 100 mm.

-> Relativo aos problemas com cortes e furos

Para facilitar a confecção da caixa na próxima aula Leonardo Euler Fará um buraco retangular para se encaixar o visor e um circular para o cooler.

_> Relativos aos instrumentos de fixação

Decidiu-se que o durex não seria o ideal para fixar o cooler, visor e para vedar os buracos dos cabos. Logo foi sugerida a utilização de cola quente.


Separação das atividades

Sempre há certas atividades que são impossíveis de se realizar dentro do tempo e infra-estrutura do laboratório do LACTEA. Portanto as tarefas de casa são essenciais para o projeto. Aqui esta a forma de que elas foram separadas:

Rodney:
Avançar na programação do arduíno, se possível trazendo-o programado na próxima aula.
Trazer todos os equipamentos eletrônicos para a fixação, e se possível realizar o primeiro teste.

Matheus:
Fazer o desenho exato do projeto.
Desenho exato da caixa

Leonardo: 
Montar a caixa de madeira dentro das especificações enviadas pelo Matheus, tentar conseguir uma broca de 7 mm para madeira

Renan: Atualizar o blog, fazer escopo do projeto, pedido pelo professor, e trazer isqueiro, equipamento de cola quente, canivete, fitas adesivas*, barbante* e plástico transparente.


Programação para a próxima aula

-> Terminar a confecção do protótipo (combinar os equipamentos eletrônicos com o recipiente).
-> Fazer testes (se sobrar tempo).

Ligações entre o arduino e componentes.